"Drone pandémico" pode detetar sintomas do vírus por entre uma multidão

Os investigadores da University of South Australia estão a desenvolver, em parceria com uma tecnológica canadiana, um drone que detete remotamente pessoas que, no meio de multidões, apresentem sintomas da covid-19.

Um grupo de investigadores da University of South Australia está a desenvolver, em parceria com a tecnológica canadiana Draganfly Inc, um drone com o intuito de detetar remotamente pessoas que, no meio de multidões, apresentem problemas relacionados com infeções respiratórias, tais como os que se observam na covid-19.


Denominado "drone pandémico" pelos investigadores, o veículo aéreo não tripulado será equipado com um sensor especial e com um sistema de visão computorizada que conseguirá monitorizar a temperatura e as frequências cardíacas e respiratórias.


Além disso, o drone conseguirá também detetar pessoas que espirrem ou tussam no meio de multidões, escritórios, aeroportos, navios de cruzeiro, lares de terceira idade e outros locais onde se congregam grupos, refere o serviço noticioso The Lead South Austrália.


Confira matéria completa: <clique aqui>

GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS

marca_analisegeo.png
MAIS RECENTE: